Próteses de glúteos

A prótese de glúteo é indicada para os pacientes com nádegas pequenas ou que perderam volume sem necessariamente haver ptose importante (queda do bumbum). As próteses podem ser redonda ou oval. A escolha do formato e volume das próteses depende da decisão do paciente e da anatomia do glúteo. O posicionamento ideal das próteses é intra-glúteo. A cicatriz situa-se no sulco inter-glúteo. É deixado um dreno em cada loja da prótese e este deve ser retirado quando a quantidade total de secreção drenada em 24 horas não exceder 30-50 ml.

  • Cirurgia

É necessário jejum de 8 horas. A cirurgia pode ser feita com raquianestesia associada ou não à sedação ou anestesia geral. Tem duração de aproximadamente 2 horas. Durante a cirurgia é colocada no paciente uma bota de compressão pneumática, que faz massagem nas pernas durante todo o procedimento. É necessário também o uso concomitante das meias de baixa compressão (meia branca ¾ – até joelhos). Na maioria dos casos, o paciente recebe alta no mesmo dia da cirurgia (algumas horas após) com o retorno ao consultório já programado.

  • Recuperação

No pós operatório, a região pode ficar bastante inchada e com áreas roxas (equimose), mas na primeira semana já evolui com melhora e, no final da segunda ou terceira semana estas alterações desaparecem quase que por completo. Geralmente costuma ser doloroso nas primeiras 48 horas. Indica-se repouso relativo nos primeiros sete dias, evitando-se fazer atividade física. Recomenda-se não deitar de barriga pra cima e nem de lado por 3 a 4 semanas. Deve-se fazer curativo sempre que necessário.

  • Cicatrizes e Resultados

Deve-se retirar os pontos em 15 dias. Logo após a cirurgia já é perceptível a mudança da forma. Durante os primeiros 2 meses há redução do inchaço, o que realça mais o resultado, mas somente aos 6 meses a 1 ano observa-se resultado final e satisfatório.